Pesquisa personalizada
Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

HARD CANDY GAYSIFICADO

 

 

Esta é a mais recente versão de Hard Candy!!!! Trata-se de uma versão gaysificada, com remisturas imperdíveis e alucinantemente bem conseguidas.... hehehehehe....

 

 

música: Candy Shop

publicado por B às 16:01
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 29 de Julho de 2008

AS VAMPIRAS LÉSBICAS DE SODOMA

No domingo à noite, depois de um excelente dia de praia fomos ao teatro. Não podíamos ter terminado o Domingo da melhor forma...

A peça escolhida foi "As Vampiras Lésbicas de Sodoma", levada a palco pela Companhia Teatral do Chiado, no Teatro Estudio Mário Viegas.

Trata-se da incrível e sobrenatural história do demónio Sucubu, que data dos tempos bíblicos e que se estende até aos dias de hoje. Na verdade é uma comédia que gira à volta de duas vampiras que nutrem sentimentos extremos uma pela outra. Ora se odeiam, ora se amam, viajando no tempo em busca de sangue de meninas virgens, que lhes garanta a vida eterna...

A história começa na antiga cidade de Sodoma e termina no Porto dos dias de hoje, levando o público a percorrer uma hilariante e deliciosa viagem!

A peça baseia-se na obra do dramaturgo Charles Busch, com encenação de Juvenal Garcês e conta com as extraordinárias interpretações de Rita Lello, Simão Rubim, Manuel Mendes, João Carracedo, João Craveiro e Tobias Monteiro.

Simplesmente adorei, do principio ao fim e agora percebo o porquê deste ser o 3º anos em que a peça está em cena. Recomendo!!!!

 


publicado por B às 18:20
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

O MEU AMIGO VIRTUAL

O João...

O João é um tipo que nem sequer conheço! Melhor, conheço, mas virtualmente.

Encontrei o mail do João numa lista de contactos de fãs da Madonna, num site qualquer relacionado com a DIVA. Adicionei-o aos meus contactos do messenger, com o intuito de trocar informações, ideias e quem sabe algum material coleccionável sobre a "Queen".

Bom, assim foi, até determinada altura em que descobri que o João também era gay...

A partir daí, por a afinidade ser maior e a compreensão mutua também, fomos gradualmente introduzindo outras temáticas nas nossas longas conversas e fomo-nos conhecendo mutuamente. Actualmente ele conhece grande parte da minha vida, dos meus problemas, do meu dia-a-dia, aconselhando-me muitas vezes até. Estranho isto... alguém que me conhece sem nunca me ter posto a vista em cima....

Para além de ser fã da Madonna, o João tem uma série de outras vertentes curiosas e particularmente interessantes. Ele é uma pessoa divertida, bem disposta, com um tipo de humor caustico e corrosivo. Teimoso até à última casa, reguila até não poder mais, muito frontal, muito terra-a-terra, com uma cabeça muito limpa, livre de preconceitos, muito objectivo e determinado. Um tarado (sexualmente falando), irremediavelmente perverso. Pode dizer-se que não é "borrego", não segue o "rebanho" seja lá para onde ele for, como a maioria das pessoas faz... uma personalidade forte! Muito mais poderia dizer do João, mas fico-me por aqui.

Apesar deste cyber-relacionamento nem sempre ser fácil, porque nem sempre é fácil ouvir o que o João tem para me dizer, ele é um tipo que eu admiro e estimo. Vivermos relativamente perto, mas nunca sentimos a necessidade de nos conhecermos pessoalmente, de nos encontrarmos, o que não deixa de ser curioso... mesmo assim, a minha amizade virtual com o João é uma pedrinha preciosa, que mimo e cuido com muito carinho.

Adoro-te moço...

 

música: Cherish

publicado por B às 12:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Julho de 2008

NÃO APRENDESTE NADA COM ELA?

Aqui há dias disseram-me uma coisa que me deixou a cabeça completamente de pantanas...

Sou fã da Madonna praticamente desde que ela surgiu na cena musical, lá bem no inicio da década de 80. Desde então sigo a sua vida, a sua carreira, o seu trabalho, os seus ideais e as suas "mensagens" de uma forma quase doentia...

Admiro-a pela sua audácia e ousadia, determinação,  coragem e garra desmedida. Mais até do que pelo seu próprio trabalho, porque tenho consciência de que existem cantoras e produtores bem melhores do que ela, mas não existe nenhum artista (no sentido lato da palavra) tão completo.

Aqui há dias numa conversa acerca da minha pessoa, com um outro fã da "Queen", ele demonstrou a sua indignação pela minha passividade perante determinados aspectos da minha vida com a seguinte frase: "Mas tu não aprendeste nada com ela?" Ela, a Diva, a Madonna, que apesar de ter vindo do nada, conseguiu transformar-se no icon que é hoje, que lhe confere o titulo de Rainha da Pop. Um verdadeiro exemplo a seguir em termos de determinação, audácia, coragem e perseverança. Apesar de saber tudo isto, de seguir a vida da Madonna quase religiosamente, apesar de ter a sua biografia "Like an Icon" como uma bíblia, ás vezes parece que bloqueio e não consigo encaram a minha vida os meus problemas da mesma forma que a minha heroína sempre o fez e continua a fazer....

Se calhar ainda não aprendi nada com ela.... apesar dos anos de admiração que lhe dediquei...

sinto-me: pensativo

publicado por B às 11:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 13 de Julho de 2008

A MINHA MENTE

Mente lúcida, translúcida, louca
Mente vã, em vão

Mente? Ela Mente
Mente que dita regras
Mente que dita destinos.
Mente que mente uma vida;
Mente que muda uma alma.
Desmancha a minha mente
Muda a minha mente
Desloca a minha gente
Desfaz a minha vertente
Que verte meu sangue
Que esparrama meu sangue.
Mente?
Mente labirinto
Mente mistério
Mente segredos
Mente sentimentos
Mente mentiras.
Mentiras mudam a mente
Que mente em vão
Que mente em defesa da mente
Que mente pra gente.
 
Gábi (2008)

 

 

A criação deste blog tinha como intenção mostrar o meu lado B, os labirintos mais profundos da minha mente, dos meus pensamentos, das minhas vivências e das minhas memórias. Tinha como objectivo abrir os portões do "meu jardim secreto" para  todos os desconhecidos e um ou outro conhecido que por aqui passam...  Escrever aqui tinha uma finalidade quase terapêutica, seria quase um desabafo, uma conversa com um amigo imaginário, um diário secreto...

Tentei fazê-lo, juro que tentei e algumas vezes até consegui...

A verdade é que nunca na dimensão que pretendia, a corrente continua na porta do jardim e sozinho não consigo rebentá-la.

Aqui há dias, alguém me ofereceu ajuda, uma ajuda profissional, que decidi aceitar...

Sim, estou com acompanhamento psicológico. Não que esteja louco ou excessivamente desequilibrado, mas a verdade é que há coisas por resolver, há portões para abrir, muros para desmoronar, há que fintar a mente...

Nem sempre é fácil falar com ele, nem sempre ou poucas vezes oiço aquilo que gostaria de ouvir, uma ou outra vez cheguei a sentir-me mesmo "encostado contra a parede", confrontado com evidencias que nunca tinha visto ou reparado nelas, nem tão pouco pensava em considerá-las ou equacioná-las.

Tem sido um trabalho muito introspectivo, um mergulho em mim mesmo, no lago mais profundo do meu "jardim secreto". E o regresso à tona da água nem sempre é confortável, fácil, desejado...

A verdade é que eu acho que me está a fazer bem. Penso que esse alguém que me ofereceu ajuda, tem conseguido entrar na minha parte mais cinzenta, mais nublada e mais tempestuosa. Ainda não sei muito bem como, mas a verdade é que tenho conseguido abrir-lhe o portão do jardim, não o convidando a entrar, mas permito-lhe que espreite lá para dentro e me devolva aquilo que viu, mas do seu ponto de vista...

Reticente no inicio, mais confiante até sexta feira, lá fui continuando. Veremos se consigo seguir em frente.. Algo mudou, há um dado novo no contexto, veremos se não será comprometedor...

tags: ,

publicado por B às 23:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

POR MAIS ESTRANHO QUE POSSA PARECER... (Continuação)

Por mais estranho que possa parecer, não foi um casal, mas sim dois que nos contactaram através do mail do blog do meu rapaz...

Por mais estranho que possa parecer, conhecemos os dois...

Confesso que no dia em que conhecemos o primeiro casal, a sensação era muito estranha. Tudo aquilo me soava a engate, fazia-me lembrar os meu tempos de "putaria". Irmos encontrar-nos com alguém que não conhecíamos, que apenas tínhamos trocado um ou dois mails, uma ou duas sms e um telefonema... Chegamos a pensar que a coisa poderia nem correr bem, chegamos a recear que alguém poderia passar-se por um casal bem intencionado e acabar por nos prejudicar, de alguma forma.

Mas não, o encontro correu muito bem e acabamos por passar os 4, um agradável serão à conversa. O C. e o J. são dois "rapazinhos" muito interessantes, simpáticos e agradáveis. Tivemos sorte, acho.

Desde então temo-nos encontrado frequentemente para conviver e para confraternizar. Apesar de estarmos juntos com alguma frequência, e talvez por motivos de personalidade, penso que ainda muito está por explorar em termos de conhecimento mutuo e de proximidade, contudo, cheira-me que uma saudável amizade já se encontra em construção... O tempo o dirá!

Cerca de um mês depois, eis que conhecemos o outro casal... Todo este compasso de espera, entre o primeiro contacto e o frente a frente, deve-se simplesmente a um factor - a distancia. Estes dois lindos "meninos" vivem numa cidade do interior do país.

De qualquer forma o compasso de espera não foi tempo perdido. A interacção entre nós foi acontecendo de uma forma virtual (Internet) e temos vindo a conhecermo-nos mutuamente. O J. tem-se revelado uma pessoa divertidissima, muito brincalhão e sempre bem disposto. Parecido comigo em alguns pontos, aqui e ali...

O J. é um espírito profundo, a transbordar de maturidade, um ombro amigo, apesar de ter sido uma amizade virtual até há uns dias atrás. Adorei conhecê-los também... A sensação do primeiro encontro, com o J. e o J. foi completamente diferente do que com o C. e o J. Da primeira vez e com o primeiro casal tudo tinha corrido bem e isso supostamente, deveria deixar-me mais à vontade e descontraído. Acabou por não ser bem assim... estava tenso, nervoso, ansioso, envergonhado, quase tanto como no momento em que perdi a virgindade... Já tínhamos falado muito pelo messenger e principalmente com o J., a conversa já tinha tocado pontos muito frágeis, sérios e importantes, e penso que esse era o motivo da minha insegurança. Apesar de tudo o primeiro contacto foi muito agradável, se bem que pouco descontraído da minha parte... Quem sabe se da próxima vez consiga usufruir muito mais da agradável companhia destes nossos novos amigos. 

Adorei conhecer os quatro!!!

 

tags: ,

publicado por B às 20:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Julho de 2008

JUSTIFY MY LOVE...

Porquê?

Porque esta música (e respectivo vídeo) mexe realmente comigo...

Porque é uma fantasia minha, fazer amor ao som destas batidas e destes sussurros...

Porque a letra desta música diz-me mesmo muito e é quase um espelho daquilo que sou em determinados aspectos...

Porque para mim, Justify My Love é um hino à liberdade de expressão...

Porque para mim, Justify My love é o extravasar de um desejo contido...

Porque ao ouvir os primeiros acordes desta musica sinto uma agitação interior que não sei explicar...

Porque é visualmente e intelectualmente bonito...

Porque me trás boas recordações...

Porque retrata na perfeição a essência da sexualidade humana, o lado quase animalesco que é o acto sexual e o conhecer alguém sexualmente...

Porque é a prova de que não somo 100% isto ou aquilo, mas sim uma mescla estranha de coisas e de sentimentos...

Porque representa muito daquilo que preciso de exorcizar...

Porque adoro a Madonna...

Porque é de longe o seu melhor trabalho de sempre...

Porque é arte, no verdadeiro sentido da palavra...

música: Justify My Love

publicado por B às 12:01
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 8 de Julho de 2008

TERRA

Finalmente, e depois de uns dias mesmo muito agitados, consegui ouvir e apreciar o mais recente álbum da cantora Mariza. Por mim, que tenho seguido atentamente a sua carreira, era um disco que esperava há muito tempo. Ele aí está, chama-se Terra e foi definido pela própria Mariza como "orgânico" e "acústico",com um "ritmo contagiante".

Não é de todo o seu disco mais fadista. Em "Terra", Mariza volta a reinventar a sua sonoridade, não esquecendo o fio condutor de todo o seu trabalho, as raízes, a língua portuguesa, os nossos poetas, a guitarra portuguesa e a sua inigualável forma de cantar.

São notórias várias influencias musicais, desde o flamengo à música africana, sendo prova disso a própria produção do disco assinada pelo espanhol Javier Limón e os duetos com Concha Buika e com Tito Paris.

Resumindo, que posso dizer sobre "Terra"?

Um bom disco, mas não o melhor álbum de Mariza, longe da qualidade do seu antecessor "Transparente"...

 

Dia 19 de julho lá estarei no Delta Tejo Fest., para te ver novamente ao vivo....

música: Minh'Alma
tags:

publicado por B às 10:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|


.CONTACTO

omeuladob@sapo.pt

.THE B SIDE


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

.tags

. todas as tags

.links


referer referrer referers referrers http_referer

.posts recentes

. JUSTIFY IT...

. DESCONFORTO

. O PROMETIDO É DEVIDO SR. ...

. EM TERRA DE CEGOS...

. SOBRE OS TRAIDORES DA PÁT...

. A VIDA É ISTO MESMO

. CANSADO

. FCKH8

. AS FÉRIAS CHEGARAM AO FIM

. ATÉ AO MEU REGRESSO...

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.A BICHA DO DEMÓNIO...











blogs SAPO

.subscrever feeds